A Personal Travel tem acordo com as melhores operadoras de mercado e leva seus clientes
nos mais diversos pontos de pesca no Brasil e exterior, oferecendo sua capacidade e experiência em montar pacotes de pesca com toda a infraestrutura necessária para garantir toda segurança, conforto e excelentes pescarias.

Pesca Esportiva:

- Expedições de Pesca - são orientadas e acompanhadas por equipe local, nos períodos que garantem os melhores resultados em cada região. Reservas com até um ano e meio de antecedência. Ideal para grupos.
- Pacotes de pesca - personalizados para grupo e ou família.

Todas opções com excelentes guias, estruturas sérias e responsáveis.


Argentina / Cabanas Puerto Paraiso / Rio Paraná

Manaus & Iberostar Gran Amazon - 5 noites - Rio Solimões 2013

Pantanal / Barco Hotel Kayama

 

 

 

 

 

 

 

 

10 destinos de pesca no Brasil

1- Barcelos, AM

Se você ouviu falar nos tucunarés gigantes da Amazônia pode pensar que se tratam de lendas da floresta. Mas os grandes espécimes de até 12 kg não são história. Fazem sua morada na região de Barcelos (AM). É no habitat original, na área do Rio Negro, que se encontram os mais magníficos exemplares desse peixe. Aracá, Demeni, Unini, Caurés são alguns dos afluentes, onde os cardumes se estabelecem. Da cidade, modernas embarcações levam os pescadores com todo conforto em busca das preciosidades esportivas. Aficionados de vários países freqüentam as águas amazônicas durante a temporada que vai de setembro a abril, dependendo do nível dos rios. Pela fama trazida por um dos mais cobiçados troféus de pesca esportiva do planeta, o município ganhou o apelido de capital mundial do tucunaré.

Melhor época: A pesca pode ser feita de setembro a abril, no período da seca, mas os melhores meses estão entre outubro
e fevereiro.

2- Bragança Paulista, SP

Peixe introduzido nas represas da região, o Black Bass tem atraído cada vez mais pescadores. Principalmente na represa Jaguari-Jacareí, de margens intensamente ocupadas, mas ainda assim muito piscosa. Também há tucunarés, em menor quantidade, na região. Nas represas de Atibainha e Nazaré paulista, outros excelentes pontos de pesca, ainda se encontra mata ciliar.

Melhor época: A pesca do Black Bass pode ser feita o ano todo.

3- Corumbá, MS

À beira do principal curso d´água da região, o Rio Paraguai, fica a capital da pesca no Pantanal Sul, a cidade de Corumbá (MS). Oferece uma privilegiada estrutura para a atividade, com vários hotéis e barcos-hotéis para quem quer fisgar pintados, dourados, piauçus, pacus e cacharas. O roteiro turístico da área sul da planície alagável acompanha a BR-262. A 230 km, fica Miranda (MS), com estrutura de pousadas e fazendas especializadas em atividades em meio à natureza, como safáris fotográficos e focagem noturna de jacarés.
O destino seguinte é o mais próximo da capital do Mato Grosso do Sul. Aquidauana (MS), ponto
de apoio para explorar o Rio Aquidauana, está a 136 km de Campo Grande.

Melhor época: A temporada se estende de março a outubro. Nos demais meses ocorre a piracema. No entanto, o melhor período se concentra na época da seca, de maio a setembro.

4- Florianópolis, SC

É só escolher o seu tipo de pesca preferido. Nos costões, por exemplo, há badejos, garoupas, tainhas e sargos à espera da isca certa. Durante o verão, o robalo costuma aparecer nessas áreas próximo às pedras. Cachoeira do Bom Jesus, Canasvieiras, Daniela, Ingleses, Jurerê, Lagoinha, Ponta das Canas e Santinho guardam emoções aos pescadores de praia. E quem gosta de desafios de maior porte, pode se lançar de barco em busca de dourados e peixes de bico. Não bastassem as atrações de Floripa e arredores, a cidade é ponto de partida para alcançar outras regiões de pesca no litoral do estado.

Melhor época: Pode-se pescar quase o ano todo, com exceção do inverno durante as entradas das frentes frias que tornam o mar perigoso e de difícil navegação.

5- Ilhabela, SP

A região exibe motivos de sobra para entusiasmar pescadores de norte a sul do país. Além dos variados pontos, entre costões, ilhotas e praias, os aficionados têm à disposição uma das melhores infra-estruturas náuticas do litoral paulista. Lanchas de todos os tamanhos, traineiras e veleiros singram o tempo todo os mares do pedaço. A bordo turistas, mergulhadores, velejadores e muita gente em busca de uma boa briga com dourados, xaréus, bonitos e anchovas. No verão, a ilha sedia diversos campeonatos de pesca de marlim, feita em mar aberto, a dezenas de milhas da costa.

Melhor época: O ano todo. Mas fique atento: as grandes anchovas marisqueiras encostam no inverno. Atenção para as entradas de frente fria, que tornam o mar bravo e de difícil navegação. Nessas condições, é possível pescar apenas na parte norte da ilha.

6- Luís Alves, GO

O Rio Araguaia é um dos principais destinos de pesca do Brasil. Cidades como Luís Alves, Aruanã e Caseara recebem todos os anos milhares de pescadores de todo o país. Eles buscam as grandes pirararas e surubins no Araguaia e afluentes, mas também os tucunarés nas muitas lagoas que se formam na região. A estrutura para pesca na maioria das cidades é boa, com muitos hotéis e marinas. A fiscalização é intensa, por isso convém estar atento à legislação e aos períodos de defeso, assim como respeitar as regras de captura e de tamanho mínimo.

Melhor época: De maio a setembro. A pesca é proibida geralmente entre novembro e março, época do defeso.

7- Paranaguá, PR

O cenário é de manguezais, com águas calmas. A pesca concentra-se principalmente nos robalos e pescadas, além de salteiras, badejos, garoupas e os ameaçados meros nos pedrais. Nestes mangues muitas espécies de peixes marinhos entram para se alimentar, na fase de larva e juvenis. Existe também a pesca costeira nas pequenas ilhas situadas em mar aberto, como a Ilha da Galheta, na pesca de peixes como sororocas, xaréus, carapaus, peixe-galo, entre outros.

Melhor época: O ano todo, com destaque do inverno na pesca dos robalos-peva.

8- Rio de Janeiro, RJ

A Baía de Guanabara ainda tem muitos (e bons) pontos de pesca. Eles abrigam badejos, corvinas, espadas, garoupas, robalos e pescadas. No mar aberto, há peixes de bico, dourados e chernes. A pesca de arremesso, na praia, é produtiva o ano todo. E há farta pescaria no rio Paraíba do Sul, onde é possível encontrar dourados e piabanhas nas corredeiras, além piaus, tilápias traíras, robalos
e até tucunarés, nas água lentas.

Melhor época: O ano todo com ênfase para os períodos mais quentes do ano.

9- Rio Iriri, PA

Um lugar que reúne grande quantidade de peixes esportivos com muita beleza natural. Graças à dificuldade de acesso, a natureza é intocada, com mata preservada nas margens. Entre os peixes, são dezenas de espécies à disposição dos pescadores. Entre elas os grandes trairões amazônicos, bicudas, cachorras, tucunarés, pirararas, cacharas e corvinas. Por causa da variedade, é bom levar um equipamento diversificado, que inclua varas médias para a pesca com iscas artificiais e pesadas para os peixes de couro.

Melhor época:As melhores condições para os peixes de escamas ocorrem entre os meses de junho a novembro.

10- São Romão, MG

Com 2.800 km de extensão, o Rio São Francisco nasce na Serra da Canastra (MG) e corre pelo norte de Minas em direção ao Nordeste. Atravessa a Bahia e Pernambuco e desemboca no Oceano Atlântico, entre Sergipe e Alagoas. Além do volume de água transportado ao longo de uma região semi-árida, o rio tem grande importância pela contribuição histórica e econômica na fixação das populações ribeirinhas e na criação das cidades ao longo do vale. Por suas características e posição geográfica recebeu o apelido de rio da integração nacional.

Melhor época: De agosto a outubro, quando chove menos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Personal Travell
Facebook Blogger Twitter Flickr

Cotação